Rumo a uma parceira transatlântica de áreas marinhas protegidas (AMP)

Esta iniciativa tem o objetivo de promover parcerias transatlânticas mais amplas, centradas num conceito novo mais abrangente de Atlanticismo que inclui a África e a América do Sul, assim como, a Europa e a América do Norte. O foco está em uma área do ambiente em que chegamos a um consenso político em ambos os lados do Atlântico sobre a oportunidade de fornecer resultados concretos e para abrir a porta para uma parceria reforçada.

A par da proteção do ambiente, este conceito abrange o “crescimento azul” e a cooperação científica que podem informar e apoiar os objetivos políticos da EU, mas também a promoção das relações internacionais.

A União Europeia criou esta iniciativa para promover a cooperação entre os gestores das Áreas Marinhas Protegidas (AMP) em países e territórios em todo o Oceano Atlântico, trazendo ambos os lados do Atlântico em projetos conjuntos de geminação. Esta iniciativa foi desenhada para estimular o intercâmbio e a partilha de boas práticas no sentido de melhorar a eficácia de gestão das AMPs, nas zonas costeiras e no alto mar (offshore) do Atlântico.

A União Europeia está empenhada em promover esta abordagem mais ampla no diálogo transatlântico tendo selecionado as AMP como um foco para ilustrar esta nova iniciativa política. O projeto contribui ainda, para os compromissos da UE no combate à perda global de biodiversidade, apoiar na adaptação às alterações climáticas, e responder às políticas internas da UE em matéria de ambiente, cooperação regional e dimensão marítima.

Ler mais